Processo de esterilização sob a ótica dos profissionais do centro de material e esterilização

Lívia Maria Correia de Morais, Solange Serrano Queiroga, Alessandra Nogueira Santos, Jéssica Maricelly Deodato de Oliveira, Jéssica Thamires da Silva Melo

Resumo


RESUMO: Objetivo: Analisar o processo de trabalho dos profissionais de enfermagem atuantes no centro de material e esterilização (CME) acerca da esterilização
de material cirúrgico. Método: Estudo descritivo, ancorado pela abordagem qualitativa e realizado com 11 profissionais de enfermagem do CME por meio de
entrevista semiestruturada. Para avaliação dos dados, optou-se pela análise de conteúdo, modalidade temática transversal. Resultados: Os depoimentos apresentaram
a descrição das etapas envolvidas no processo de esterilização, a relação com a segurança do paciente, as dificuldades no processo de trabalho e a educação
permanente em saúde como meio possível de superar as dificuldades. Conclusão: Os trabalhadores têm conhecimento incipiente das etapas do processo
de esterilização, com influência direta na segurança do paciente. Ações de gestão e de educação permanente em saúde são necessárias para garantir a qualidade
do trabalho e possibilitar a redução de falhas nesse processo. Foram citadas, ainda, as dificuldades diárias encontradas pelo pessoal de enfermagem do CME.
Palavras-chave: Infecção hospitalar. Esterilização. Segurança do paciente. Prática profissional. Educação continuada.


Palavras-chave


Enfermagem; Centro de Material de esterelização

Texto completo:

PDF PDF/A (English)

Referências


Ascari RA, Vidori J, Moretti CA, Perin EMF, Silva OM, Buss E. O

processo de esterilização de materiais em serviços de saúde: uma

revisão integrativa. Braz J Surgery Res [Internet]. 2013 [citado em

out. 2016];4(2):33-8. Disponível em: http://www.mastereditora.com.

br/periodico/20130831_181149.pdf

Brasil. Ministério da Saúde. Agência Nacional de Vigilância Sanitária.

Resolução da Diretoria Colegiada RDC nº 15, de 15 de março de 2012.

Dispõe sobre requisitos de boas práticas para o processamento

de produtos para saúde e dá outras providências. Diário Oficial da

União; 2012.

Ouriques MC, Machado ME. Enfermagem no processo de esterilização

de materiais. Texto Contexto Enferm. 2013;22(3):695-703. http://

dx.doi.org/10.1590/S0104-07072013000300016

Carvalho JDC. Interface do processamento de materiais na central de

materiais e esterilização e a segurança do paciente em um hospital

do sul do país [dissertação] [Internet]. Florianópolis: Universidade

Federal de Santa Catarina; 2012 [citado em nov. 2016]. Disponível

em: http://repositorio.ufsc.br/xmlui/handle/123456789/99339

Gil RF, Camelo HS, Laus AM. Atividades do enfermeiro de centro de material

e esterilização em instituições hospitalares. Texto Contexto Enferm.

;22(4):927-34. http://dx.doi.org/10.1590/S0104-07072013000400008

Padoveze MC, Figueiredo RM, Pelaes CES, Otrenti E. Necessidades

de aprendizagem de enfermeiros sobre processos de esterilização.

Rev SOBECC [Internet]. 2013 2012 [citado em dez. 2016];18(3):23-

Disponível em: http://www.sobecc.org.br/arquivos/artigos/2014/

pdfs/revisao-de-leitura/Ano18_n3_%20jul_set2013-3.pdf

Minayo MC. O desafio do conhecimento: pesquisa qualitativa em

saúde. São Paulo: Hucitec; 2004.

Bardin L. Análise de conteúdo. São Paulo: Edições 70; 2011.

Souza MCB, Ceribelli MIPF. Enfermagem no centro de material esterilizado:

a prática da educação continuada. Rev Latino-Am Enferm. 2004;12(5):767-

http://dx.doi.org/10.1590/S0104-11692004000500010

Brasil. Ministério da Saúde. Agência Nacional de Vigilância Sanitária.

Informe Técnico nº 01/09. Princípios básicos para limpeza de

instrumental cirúrgico em serviços de saúde unidade de investigação e

prevenção das infecções e dos eventos adversos, UIPEA. Gerência Geral

de Tecnologia em Serviços de Saúde [Internet]. Brasília: Ministério da

Saúde; 2009 [citado 28 fev. 2017]. Disponível em: http://www.anvisa.

gov.br/servicosaude/controle/alertas/2009/informe_tecnico_1.pdf

Associação Brasileira de Enfermeiros de Centro Cirúrgico, Recuperação

Anestésica e Centro de Material e Esterilização (SOBECC). Diretrizes

de práticas em enfermagem cirúrgica e processamento de produtos

para a saúde. 7ª ed. São Paulo: SOBECC; 2017.

Costa EAM, Costa EA. Risco e segurança sanitária: análise do

reprocessamento de produtos médicos em hospitais de Salvador -

BA. Rev Saúde Pública. 2012;46(5):800‑7. http://dx.doi.org/10.1590/

S0034-89102012000500006

Anjos MAM, Oliveira JC. As percepções dos profissionais de

enfermagem da central de material e esterilização: uma reflexão

sobre a cultura organizacional. Rev ACRED [Internet]. 2016 [citado

em jan. 2017];6(11):1-9. Disponível em: https://dialnet.unirioja.es/

servlet/articulo?codigo=5602109

Silva PSC, Santos MV, Costa CRM. Atuação da enfermagem na central

de material e esterilização em um hospital de Teresina. Rev Interd.

;6(3):45-51.

Garcia SD, Haddad MCL, Dellaroza SG, Costa DB, Miranda JM.

Gestão de material médico-hospitalar e o processo de trabalho em

um hospital público. Rev Bras Enferm. 2012;65(2):339-46. http://

dx.doi.org/10.1590/S0034-71672012000200021

Espíndola MCG, Fontana RT. Riscos ocupacionais e mecanismos de

autocuidado do trabalhador de um centro de material e esterilização.

Rev Gaúcha Enferm. 2012;33(1):116‑23. http://dx.doi.org/10.1590/

S1983-14472012000100016

Ribeiro RP, Vianna LAC. Uso dos equipamentos de proteção individual

entre trabalhadores das centrais de material e esterilização. Ciênc

Cuid Saúde. 2012;11(Supl.):199-203. http://dx.doi.org/10.4025/

cienccuidsaude.v11i5.17076

Aquino JM, Barros LP, Brito AS, Ferreira EB, Medeiros SEG, Santos

ER. Centro de material e esterilização: acidentes de trabalho e

riscos ocupacionais. Rev SOBECC. 2014;19(3):148-54. http://dx.doi.

org/10.4322/sobecc.2014.023

Athanázio AR, Cordeiro BC. Educação permanente a trabalhadores da

central de material e esterilização. Rev Enferm UFPE. 2015;9(Supl. 6):8758-

https://doi.org/10.5205/1981-8963-v9i6a10657p8758-8761-2015

Pezzi MCS, Leite JL. Investigação em central de material e

esterilização utilizando a teoria fundamentada em dados. Rev

Bras Enferm. 2010;63(3):391-6. http://dx.doi.org/10.1590/

S0034-71672010000300007




DOI: https://doi.org/10.5327/Z1414-4425201800020002

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2018 Lívia Maria Correia de Morais, Alessandra Nogueira Santos, Jéssica Maricelly Deodato de Oliveira, Jessica Thamires da Silva Melo, Solange Serrano Queiroga

Rev SOBECC, São Paulo, SP, Brasil. e-ISSN: 2358-2871

Licença Creative Commons Revista SOBECC está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia