Diagnósticos, Prognósticos e Intervenções de enfermagem na sala de recuperação pós-anestésica

Talita Monteiro de Souza, Rachel de Carvalho, Camila Moreira Paladino

Resumo


Pesquisa de campo, descritivo-exploratória, que objetivou identificar os Diagnósticos de Enfermagem de pacientes submetidos à cirurgia geral e internados na Sala de Recuperação Pós-Anestésica (SRPA) e listar as Intervenções e os Prognósticos propostos pelas Classificações de Resultados e Intervenções de Enfermagem para os diagnósticos identificados. A coleta de dados foi feita com 65 pacientes internados na SRPA de umhospital geral, de extra porte, situado em São Paulo. Foram identificadas 22 categorias diagnósticas, sendo 11 Diagnósticos de Risco e 11 Diagnósticos Reais. Verificou-se incidência de 100% dos diagnósticos: Risco de queda, Risco de aspiração, Risco de infecção, Risco de desequilíbrio da temperatura corporal, Risco de desequilíbrio do volume de líquidos, Integridade da pele prejudicada, Proteção ineficaz e Mobilidade no leito prejudicada. Os Resultados e as Intervenções abordaram os seguintes aspectos: prevenção de queda, precauções contra aspiração,proteção contra infecção, promoção do equilíbrio da temperatura corporal, manutenção das condições basicas do organismo, promoção da cicatrização, controle da dor, troca gasosa adequada, promoção do conforto e prevenção de complicações.


Palavras-chave


Enfermagem perioperatória. Enfermagem em pós-anestésico. Período de recuperação da anestesia. Cuidados pós-operatórios. Diagnóstico de enfermagem.

Texto completo:

PDF/A

Referências


Smeltzer SC, Bare BG, Hinkle JL, Cheever KH.Brunner & Suddarth: tratado de enfermagem mé-dico-cirúrgica. 11' ed. Rio de Janeiro: GuanabaraKoogan; 2009.

Bonfim IM, Malagutti W, organizadores. Recupe-ração pós-anestésica: assistência especializada nocentro cirúrgico. São Paulo: Martinari; 2010.

Santos S, Garbin IS, Carvalho R. Intervençõesde enfermagem na recuperação anestésica para ocontrole da dor e de outros eventos no período pós-operatório imediato. Rev Dor. 2009;10(4):337-42.

.Capello RG, Alves ANS, Cézar Júnior A, CarvalhoR. Intervenções de enfermagem na recuperação anestésica: controle da dor, náuseas, hipotermiae outras complicações do pós-operatório. Rev Dor 2009;10(2):113-9.

Possari JF. Centro cirúrgico: planejamento, orga-nização e gestão. 41 ed. São Paulo: látria; 2009.

Casteilanos BEP, Jouclas UMG. Assistência deenfermagem perioperatória: um modelo conceitual.Rev Esc Enferm USP. 1990;24(3):359-70.

Sociedade Brasileira de Enfermeiros de CentroCirúrgico, Recuperação Anestésica e Centro deMaterial e Esterilização. Práticas RecomendadasSOBECC. 51 ed. São Paulo: SOBECC; 2009.

Ribeiro MB. Sala de recuperação anestésica (SRA).In: Malagutti W, Bonfim IM. Enfermagem em centrocirúrgico: atualidades e perspectivas no ambientecirúrgico. São Paulo: Martinari; 2008. p.259-80.

Moraes MW, Carvalho R. A inserção do centrocirúrgico na assistência à saúde. In: Carvalho R,Bianchi ERF, organizadoras. Enfermagem em centrocirúrgico e recuperação. P ed. 2' reimp. Barueri:Manole; 2010. p.1-21.

Galdeano LE, Rossi LA, Peniche ACG. Assistên-cia de enfermagem na recuperação pós-anestésica.In: Carvalho R, Bianchi ERF, organizadoras. Enfer-magem em centro cirúrgico e recuperação. 11 ed.21 reimp. Barueri: Manole; 2010. p.267-98.

Galdeano LE, Rossi LA, Nobre LF, Ignácio DS.Diagnóstico de enfermagem de pacientes no perío-do transoperatório de cirurgia cardíaca. Rev LatAmEnferm. 2003;11(2):199-206.

Rossi LA, Torrati FG, Carvalho EC, Manfrim A,Silva DE. Diagnósticos de enfermagem do pacienteno período pós-operatório imediato. Rev Esc EnfermUSP. 2000;34(2):154-64.

North American Nursing Diagnosis Associantion.Diagnósticos de enfermagem da NANDA: defini-ções e classificação 2012-2014. Porto Alegre (RS):Artmed; 2012.

Tannure MC, Gonçalves AMP. Sistematizaçãoda assistência de enfermagem: guia prático. Rio deJaneiro: Guanabara Koogan; 2008.

Bulechek GIM, Butcher HK, Dochterman JMcC.Classificação das intervenções de enfermagem (NIC).51ed. Porto Alegre- Artmed; 2010.

Moorhead 3, Johnson M, Maas ML, Swanson E.Classificação dos resultados de enfermagem (NOC).4aed. Porto Alegre: Artmed; 2010.

Dalri CC, Rossi LA, Dalri MCB. Diagnósticos deenfermagem de pacientes em período de pós-opera-tório imediato de colecistectomia laparoscópica. RevLatAm Enferm. 2006;14(3):389-96.

Luvisotto MM, Carvalho R, Galdeano LE. Trans-plante renal: diagnósticos e intervenções de enfer-magem em pacientes no pós-operatório imediato.Einstein. 2007;5(2):117-22.

Carvalho R. Casos cirúrgicos. In: MohallemAGC,Farah OGD, Laselva CR, coordenadoras. Enferma-gem pelo método de estudo de casos. Barueri (SP):Manole; 2011. p.3-58.

Carvalho R. Centro cirúrgico. In: Mohallem AGC,Farah OGD, Laselva CR, coordenadoras. Enfer-magem pelo método de estudo de casos. Barueri:Manole; 2011. p.513-55.

Piccoli M, Galvão CM. Enfermagem perioperató-ria: identificação do diagnóstico de enfermagem riscopara infecção fundamentada no modelo conceitualde Levine. Rev LatAm Enferm. 2001;9(4):37-43.


Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2016 Talita Monteiro de Souza, Rachel de Carvalho, Camila Moreira Paladino

Rev SOBECC, São Paulo, SP, Brasil. e-ISSN: 2448-0525

Licença Creative Commons Revista SOBECC está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia