Artroplastia do quadril: prevenção de infecção do sítio cirúrgico

Bruna Rogeliane Rodrigues Pereira, Isabel Yovana Quispe Mendoza, Braulio Roberto Gonçalves Marinho Couto, Flavia Falci Ercole, Vania Regina Goveia

Resumo


Objetivo: Investigar medidas preventivas de infecção do sítio cirúrgico em pacientes submetidos à artroplastia do quadril. Método: Estudo retrospectivo e descritivo dos procedimentos realizados em um hospital de ensino de maio de 2010 a junho de 2012. Resultados: Foram realizadas 78 artroplastias do quadril, com predomínio de idosos e mulheres. O diagnóstico principal foi fratura de colo de fêmur. A infecção foi causa de 50% das cirurgias de revisão. A média de internação pré-operatória foi 13,6 dias, e 94,9% dos pacientes receberam alta. O banho pré-operatório foi realizado por 86% dos participantes; 23,1% sem tricotomia; 80,8 e 83,3% dos casos realizaram degermação e antissepsia do campo operatório, respectivamente, e antibioticoprofilaxia em 97% deles. Conclusão: As variáveis investigadas nem sempre estavam no prontuário, constituindo uma limitação do estudo. As medidas preventivas foram adotadas parcialmente, portanto faz-se necessário investir na educação dos profissionais de saúde e em estudos para iden tificar as causas da baixa adesão às medidas preventivas de infecção do sítio cirúrgico.

Palavras-chave


Ortopedia. Artroplastia de Quadril. Infecção da Ferida Operatória. Cuidados de Enfermagem.

Texto completo:

PDF/A

Referências


Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Gerência de Vigilância e Monitoramento em Serviços de Saúde, Gerência Geral de Tecnologia em Serviços de Saúde. Critérios Diagnósticos de Infecções Relacionadas à Assistência à Saúde. Brasília: ANVISA; 2013.

Lima ALLM, Barone AA. Infecções hospitalares em 46 pacientes submetidos à artroplastia total do quadril. Acta Ortop Bras. 2001;9(1):36-41.

Lima ALLM, Cunha AKB, Santos ELB, Souza IAG, Bronzatti JAG, Salles MJC, et al. Medidas de prevenção de infecção cirúrgica. In: Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Medidas de Prevenção de Infecção Relacionada à Assistência à Saúde. Brasília: ANVISA; 2013. p. 67-87.

Franco LMC, Ercole FF. Infecção de sítio cirúrgico em pacientes submetidos a cirurgias ortopédicas em um hospital público de Minas Gerais. REME Rev Min Enferm. 2011;15(3):399-405.

Ercole FF, Chianca TCM. Infecção de sítio cirúrgico em pacientes submetidos a artroplastia de quadril. Rev Latino-am Enferm. 2002;10(2):157-65.

Hospital Risoleta Tolentino Neves. Comissão de Controle de Infecção Hospitalar. Recomendações para prevenção das infecções associadas ao sítio cirúrgico. Belo Horizonte; 2008.

Lenza M, Ferraz SB, Viola DCM, Garcia Filho RJ, Cendoroglo Neto M, Ferretti M. Epidemiologia da artroplastia de quadril e de joelho: estudo transversal. Einstein. 2013;11(2):197-202.

Revell PA. The combined role of wear particles, macrophages and lymphocytes in the loosening of total joint prostheses. J R Soc Interface. 2008;5(28):1263-78.

Piano LPA, Golmia RP, Scheinberg M. Artroplastia total de quadril e joelho: aspectos clínicos na fase perioperatória. Einstein. 2010;8(3Pt1):350-3.

Boletim Brasileiro de Avaliação de Tecnologia em Saúde. Eficácia e segurança do uso dos Bisfosfonatos por longo prazo para prevenção de fraturas osteoporóticas em mulheres na pós-menopausa. BRATS [Internet]. 2013 [citado 2014 Ago 12]. Disponível em: http://200.214.130.94/rebrats/publicacoes/Brats21.pdf

Ercole FF, Franco LMC, Macieira TGR, Wenceslau LCC, Resende HIN, Chianca TCM. Risco para infecção de sítio cirúrgico em pacientes submetidos a cirurgias ortopédicas. Rev Latino-am Enferm [Internet]. 2011 [citado 2014 Jul 12];19(6). Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rlae/v19n6/pt_12.pdf

Franco LMC. Infecção de sítio cirúrgico em pacientes submetidos a procedimentos ortopédicos com implante, em um hospital público de Belo Horizonte, Minas Gerais [dissertação]. Belo Horizonte: Escola de Enfermagem, Universidade Federal de Minas Gerais; 2013.

Jafari SM, Coyle C, Mortavazi J, Sharkey PF, Parvizi J. Revision Hip Arthroplasty: Infection is the most common cause of failure. Clin Orthop Relat Res. 2010;468(8):2046-51.

Mendoza IY, Goveia VR. Febre no pós-operatório de artroplastia de quadril e joelho: revisão integrativa. Rev Enferm UFPE online [Internet]. 2010 [citado 2014 Jul 12];7(9). Disponível em: http://www.revista.ufpe.br/revistaenfermagem/index.php/revista/article/view/4842/pdf_3468

Ribeiro JC, Santos CB, Bellusse GC, Rezende VF, Galvão CM. Ocorrência e fatores de risco para infecção de sítio cirúrgico em cirurgias ortopédicas. Acta Paul Enferm. 2013;26(4):353-9.

Sociedade Brasileira de Diabetes. Diretrizes da Sociedade Brasileira de Diabetes: 2013-2014. São Paulo: AC Farmacêutica; 2014.

Merollini KM, Zheng H, Graves N. Most relevant strategies for preventing surgical site infection after total hip arthroplasty: Guideline recommendations and expert opinion. Am J Infect Control. 2013;41(3):221-6.

Mangram AJ, Horan TC, Pearson ML, Silver LC, Jarvis WR. Guideline for prevention of surgical site infection, 1999. Am J Infect Control. 1999;27(2):97-132.

Christóforo BEB, Carvalho DS. Cuidados de enfermagem realizados ao paciente cirúrgico no período pré-operatório. Rev Esc Enferm USP. 2009;43(1):12-22.

Gama CS. Avaliação da adesão a medidas para prevenção de infecções do sítio cirúrgico e efetividade da utilização de luvas cirúrgicas estéreis em um hospital universitário [dissertação]. Belo Horizonte: Escola de Enfermagem, Universidade Federal de Minas Gerais; 2013.




DOI: https://doi.org/10.5327/Z1414-4425201400040002

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2016 Bruna Rogeliane Rodrigues Pereira, Isabel Yovana Quispe Mendoza, Braulio Roberto Gonçalves Marinho Couto, Flavia Falci Ercole, Vania Regina Goveia

Rev SOBECC, São Paulo, SP, Brasil. e-ISSN: 2358-2871

Licença Creative Commons Revista SOBECC está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia