Repercussões físicas, emocionais e socioeconômicas nos indivíduos que vivenciam a espera prolongada por cirurgia

Giovanna Brichi Pesce, Alysson Carraschi Da Silva, Eduardo Rocha Covre, Maria Fernanda Prado Tostes

Resumo


Objetivo: Descrever as repercussões físicas, emocionais e socioeconômicas decorrentes da espera prolongada por cirurgia pelos usuários do
Sistema Único de Saúde. Método: Estudo descritivo, com abordagem qualitativa, realizado com base no banco de dados eletrônico “Caixa Preta da
Saúde”. Os registros cadastrados foram coletados em 2015. Os resultados foram apresentados em categorias temáticas e interpretados segundo a Teoria
de Intervenção Práxica da Enfermagem em Saúde Coletiva. Resultados: A espera prolongada por cirurgia contribuiu para: 1) o agravamento da saúde
física, caracterizado principalmente por dores e incapacidades; 2) o sofrimento emocional, constatado pelo desespero, indignação, frustração, entre outros;
3) o impacto socioeconômico relacionado à incapacidade para trabalhar e custear gastos com a saúde. Conclusão: Evidenciou-se que a prolongada espera
por cirurgia impactou negativamente a vida dos indivíduos. Acredita-se que a integralidade do cuidado na assistência ao paciente que necessita de cirurgia
será garantida se for abordada nas dimensões estrutural, singular e particular.

 


Palavras-chave


Procedimentos cirúrgicos operatórios; Acesso aos serviços de saúde; Enfermagem.

Texto completo:

PDF PDF/A (English)

Referências


Meara JG, Leather AJM, Hagander L, Alkire BC, Alonso N, Ameh EA, et al. Global Surgery 2030: evidence and solutions for achieving health, welfare, and economic development. Lancet [Internet]. 2015 [citado 2016 nov 2];386(9993): 569-624.Disponível em: http://www.thelancet.com

Weiser TG, Haynes AB, Molina G, Lipsitz SR, Esquivel MM, Uribe-Leitz T, et al. Size and distribution of the global volume of surgery in 2012. Bull World Health Organ [Internet]. 2016 [citado 2017 mar 29]; 94(3):201-9.Disponível em: https://www.ncbi

Organização Mundial da Saúde. Segundo desafio global para a segurança do paciente: Cirurgias seguras salvam vidas. Rio de Janeiro: Organização Pan-Americana da Saúde [Internet] 2009 [citado 2017 set. 15]. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br

Mock CN, Donkor P, Gawande A, Jamilson DT, Kruk ME, Debas HT. Essential surgery: key messages from Disease Control Priorities, 3rd edition. Lancet [Internet]. 2015 [citado 2016 Sep 22]; 385(9983):2209-19.Disponível em: http://www.thelancet

Conselho Federal de Medicina. Opinião dos brasileiros sobre o atendimento na área de saúde. Datafolha [Internet]. 2014 [citado 2016 nov 25]. Disponível em:

http://bvsms.saude.gov.br

Oudhoff JP, Timmermans DRM, Knol DL, Bijnen AB, Van der wal G. Waiting for elective general surgery: impact on health-related quality of life and psychosocial consequences. BMC Public Health [Internet]. 2007 [citado 2016 mai 26];7:164-74.Disponível em: https://www.ncbi

Tostes MFP, Covre ER, Fernandes CAM. Access to surgical assistance: challenges and perspectives. Rev Latino-Am Enfermagem [Internet]. 2016 [citado 2020 mai 10];24:e2677. Disponível em: https://www.revistas.usp.br

Egry EY. Saúde coletiva: construindo um novo modelo em enfermagem. São Paulo: Ícone; 1996.

Brasil. Lei Orgânica de Saúde nº. 8.080, de 19 de setembro de 1990. Dispõe sobre as condições para a promoção, proteção e recuperação de saúde, a organização e o funcionamento dos serviços correspondentes e dá outras providências. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 20 de setembro de 1990. 1990. Disponível em: http://www.planalto.gov.br

Brasil. Ministério da Saúde. Portaria nº 1.034, de 22 de julho de 2015. Redefine a estratégia para ampliação do acesso aos procedimentos cirúrgicos eletivos de média Complexidade, no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS) para o exercício de 2015 [Internet]. Brasília; 2015 [citado 2017 set. 26]. Disponível em: http://pesquisa.in

Paiva WS, Lima AJ. A financeirização da saúde pública no brasil: uma análise do subfinanciamento da área da saúde e da priorização do campo privado na saúde brasileira. Revista FSA [Internet]. 2014 [citado 2016 set. 28]; 11(2): 350-65. Disponível em: http://www4.fsanet.com.br

Meara JG, Leather AJ, Hagander L, Alkire BC, Alonso N, Ameh E, et al. Global Surgery 2030: evidence and solutions for achieving health, welfare, and economic development. Lancet [Internet]. 2015 [citado 2020 mar 15]; 386(9993): 569-624.Disponível em: http://dx.doi.org/10

Avila AG, Bocchi, SCM. Telephone confirmation of a patient’s intent to be present for elective surgery as a strategy to reduce absenteeism. Rev Esc Enfermagem USP [Internet]. 2013 [citado 2016 jul 06];47(1): 93-97.Disponível em: http://www.scielo.br

Botazini NO, Toledo LD, Souza DMST. Cirurgias eletivas: cancelamentos e causas. REV. SOBECC[Internet]. 2015[citado 2020 mai 13]; 20(4): 210-219. Disponível em: Sobecc.2015

Gregory DM, Newhook JT, Twells L. Patient’s perceptions of waiting for bariatric surgery: a qualitative study. Int J Equity Health [Internet]. 2013 [citado 2016 jul 10]; 12(1): 86-97.Disponível em: https://equityhealthj

Paim J, Travassos C, Almeida C, Bahia L, Macinko J. The Brazilian health system: history, advances, and challenges. Lancet [Internet]. 2011 [citado 2017 abr 1];37(9779):1778-97. Disponível em: https://www.ncbi

Ballini L, Negro A, Maltoni S, Vignatelli L, Flodgren G, Simera I, et al. Interventions to reduce waiting times for elective procedures. Cochrane Database Syst Rev [Internet]. 2015 [citado 2020 mai 11]; 2(CD005610). Disponível em: https://www.ncbi

Pareja JMD, Guerra FF, Vieira SR, Teixeira KMD. A produção do espaço e sua relação no processo de saúde-doença familiar. Saúde soc. [Internet]. 2016 [citado 2016 jul 10];25(1):133-44. Disponível em: http://www.scielo.br




DOI: https://doi.org/10.5327/Z1414-4425202100010006

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2021 Giovanna Brichi Pesce, Alysson Carraschi Da Silva, Eduardo Rocha Covre, Maria Fernanda Prado-Tostes

Rev SOBECC, São Paulo, SP, Brasil. e-ISSN: 2358-2871

Licença Creative Commons Revista SOBECC está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia