Avaliação da cultura de segurança do paciente em Centro Cirúrgico

Thâmy Canova Da Correggio, Lucia Nazareth Amante, Sayonara de Fátima Barbosa

Resumo


Objetivo: Analisar a cultura de segurança em Centro Cirúrgico de um hospital universitário do sul do Brasil, sob ponto de vista dos seus profissionais. Método: Estudo exploratório, descritivo e transversal, com abordagem quantitativa, desenvolvido de julho a outubro de 2011, por meio da aplicação do Questionário de Atitudes de Segurança, a 68 profissionais da Equipe de Enfermagem e Equipe Cirúrgica. Resultados: As médias obtidas pelo instrumento, nas dimensões Clima de trabalho em equipe, Clima de segurança, Satisfação no trabalho, Reconhecimento do estresse, Percepção da gerência e Condições de trabalho foram abaixo de 75 pontos, revelando que os trabalhadores não percebem um clima de segurança para executar o seu trabalho. Conclusões: Conclui-se que as fragilidades identificadas em todas as dimensões analisadas levam os profissionais a perceber ausência de clima de segurança na realização de suas atividades. Sugere-se a promoção da educação permanente aos profissionais e a adoção de práticas seguras pela instituição, para que a segurança do paciente seja vista como prioridade.


Palavras-chave


Enfermagem Perioperatória. Segurança do Paciente. Atitude do Pessoal de Saúde.

Texto completo:

PDF/A

Referências


Organização Mundial da Saúde - OMS. Segundo desafio global para a segurança do paciente: cirurgias seguras salvam vidas (orientações para cirurgia segura da OMS). Rio de Janeiro: Organização Pan-Americana da Saúde, Ministério da Saúde, Agência Nacional de Vigilância Sanitária; 2009.

World Health Organization - WHO. The conceptual framework for the International Classification for Patient Safety. Version 1.1. Final Technical Report. WHO; 2009 [acesso em 2011 Abr 10]. Disponível em: www.who.int/en/3. Sexton JB, Helmreich RL, Neilands TB, Rowan K, Vella K, Boyden J. The Safety Attitudes Questionnaire: psychometric properties, benchmarking data, and emerging research. BMC Health Serv

Res. 2006;6(1):44. PMid:16584553 PMCid:PMC1481614. http://dx.doi.org/10.1186/1472-6963-6-44

Pereira MCMAP. Dinâmicas e percepções sobre trabalho de equipa: um estudo em ambiente cirúrgico [dissertação]. Covilhã: Faculdade de Ciências da Saúde, Universidade da Beira Interior; 2010.

Silva LFN. Reorientação do gerenciamento de risco hospitalar do Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia [dissertação]. Rio de Janeiro: Escola Nacional de Saúde Pública Sérgio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz; 2009.

Agency for Healthcare Research and Quality - AHRQ. Hospital survey on patient safety culture (Comparative Database Report 09-0030). AHRQ; 2009.

Nassar SM, Wronscki VR, Ohira M, Wilges B, Mateus GP, Tenorio MB. SEstatNet: Sistema Especialista para o Ensino de Estatística na Web. Florianópolis: UFSC; [acesso em 2013 Out 10]. Disponível em: http://www.sestatnet.ufsc.br/

Merritt AC. National culture and work attitudes in commercial aviation: a cross-cultural investigation [tese]. Austin: The University of Texas; 1996.

Helmreich RL, Merritt AC, Sherman PJ, Gregorich SE, Wiener EL. The Flight Management Attitudes Questionnaire (FMAQ): NASA/UT/FAA (Technical Report 93-4). Austin: The University

of Texas; 1993.

Paese F. Cultura da segurança do paciente na atenção primária à saúde [dissertação]. Florianópolis: Programa de Pós-Graduação em Enfermagem, Universidade Federal de Santa Catarina; 2010.

Walshe K, Boaden R. Patient Safety research into practice. New York: Open University Press; 2006.

Fidelis RE. Cultura de segurança: perspectiva da equipe de enfermagem em unidade de emergência adulto [dissertação]. Florianópolis: Universidade Federal de Santa Catarina; 2011.

Marinho MM. Cuidado de enfermagem e a cultura de segurança do paciente: um estudo avaliativo em unidades de internação cirúrgica [dissertação]. Florianópolis: Programa de Pós-Graduação

em Enfermagem, Universidade Federal de Santa Catarina; 2012.

Wisniewski AM, Erdley WS, Singh R, Servoss TJ, Naughton BJ, Singh G. Assessment of safety attitudes in a skilled nursing facility. Geriatric Nurs. 2007;28(2):126-36. PMid:17430747. http://dx.doi.org/10.1016/j.gerinurse.2007.01.001

Zakari NMA. Attitude of academic ambulatory nurses toward Patient Safety Culture in Saudi Arabia. Life Science J. 2011;8(3):230-7.

Silva BMS. Jornada de trabalho: fator que interfere na qualidade da assistência de enfermagem. Texto & Contexto Enferm. 2006;15(3):442-8. http://dx.doi.org/10.1590/S0104-07072006000300008

Silva DC, Alvim NAT. Ambiente do Centro Cirúrgico e os elementos que o integram: implicações para os cuidados de enfermagem. Rev Bras Enferm. 2010;63(3):427-34. http://dx.doi.org/10.1590/S0034-71672010000300013

Pereira BMT, Pereira AMT, Correia CS, Marttos AC Jr, Fiorelli RKA, Fraga GP. Interrupções e distrações na sala de cirurgia do trauma: entendendo a ameaça do erro humano. Rev Col Bras Cir [Internet]. 2011 [acesso em 2012 Jan 7];38(5). Disponível em: http://www.scielo.br/scielo. php?pid=S0100-69912011000500002&script=sci_arttext.

The Joint Commission. Health care worker fatigue and patient safety. Sentinel Event Alert [Internet]. 2011 [acesso em 2012 Jan 9];48. Disponível em: http://www.jointcommission.org/sea_issue_48/.


Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2016 Thâmy Canova Da Correggio, Lucia Nazareth Amante, Sayonara de Fátima Barbosa

Rev SOBECC, São Paulo, SP, Brasil. e-ISSN: 2358-2871

Licença Creative Commons Revista SOBECC está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia