Comunicação efetiva entre o Centro Cirúrgico e a Unidade de Terapia Intensiva

Cristina Silva Sousa, Regina Claudia da Silva Souza, Maria Carolina Gonçalves, Tania Regina Zeni Diniz, Ana Lucia Silva Mirancos da Cunha

Resumo


Objetivo: construir um instrumento para a comunicação efetiva durante a passagem de plantão entre o Centro Cirúrgico e a Unidade de Terapia Intensiva. Método: relato de experiência, sobre a construção do impresso em quatro fases: brainstorming do grupo; confecção do impresso; teste-piloto; reformulação das informações e finalização do impresso. Resultados: foi elaborado um impresso com informações sobre pré-operatório (história prévia e antecedentes clínicos e cirúrgicos), intraoperatório (intercorrências, informação transfusional, antibiótico profilático, intubação difícil) e pós-operatório (condição de via aérea, drenos, sondas, curativos, medidas de prevenção de trombose, analgesia e transporte). Conclusão: o impresso proporcionou segurança e facilidade para transferência das informações para a unidade de destino e facilitou o planejamento da assistência de enfermagem sendo bem aceito pelos componentes de ambas as equipes.


Palavras-chave


Enfermagem de Centro Cirúrgico. Troca de informações. Continuidade da assistência ao paciente. Comunicação.

Texto completo:

PDF/A

Referências


Feliciano Marques L, Santiago LC, Curitiba Felix V. A passagem

de plantao como elemento fundamental no processo de cuidar em enfermagem: o perfil da equipe de enfermagem de um hospital universitário. Rev Pesqui Cuid Fundam. 2012;4(2):2878-82. 2. Almeida ACG, Neves ALD, Souza CLB, Garcia JH, Lopes JL, Barros ALBL. Transporte intra-hospitalar de pacientes adultos em estado crítico: complicações relacionadas à equipe, equipamentos e fatores fisiológicos. Acta Paul Enferm. 2012;25(3):471-6. http://dx.doi.org/10.1590/S0103-21002012000300024

Dowding D. Examining the effects that manipulating information given in the change of shift report has on nurses’ care planning ability. J Adv Nurs. 2008;33(6):836-46. http://dx.doi.org/10.1046/j.1365-2648.2001.01723.x

Broca PV, Ferreira MA. Equipe de enfermagem e comunicação:

contribuições para o cuidado de enfermagem. Rev Bras Enferm. 2012;65(1):97-103. http://dx.doi.org/10.1590/S0034-71672012000100014

Klein AS, Bitencourt JVOV, Dal Pai D, Wegner W. Registros de enfermagem no período perioperatório. Rev enferm UFPE on line 2011;5(5):1096-104. http://dx.doi.org/10.5205/reuol.1302-9310-2-LE.0505201103

Manojlovich M, DeCicco B. Healthy work environments, nursephysician

communication, and patients’ outcomes. Am J Crit Care.2007;16(6):536-43. PMid:17962497.

Symons NRA, Almoudaris A, Nagpal K, Vincent CA, Moorthy K. Teamwork and communication failures in post-operative care. J Am Coll Surg. 2011;213(3):S111. http://dx.doi.org/10.1016/j. jamcollsurg.2011.06.260

Nagpal K, Arora S, Vats A, Wong HW, Sevdalis N, Vincent C, et al. Failures in communication and information transfer across the surgical care pathway: interview study. BMJ Qual Saf. 2012;21(10):843-9. PMid:22773891. http://dx.doi.org/10.1136/bmjqs-2012-000886

Machado EP, Haddad JGV, Zoboli E. A comunicação como tecnologia leve para humanizar a relação enfermeiro-usuário na atenção básica. Rev Bioethikos. 2010;4(4):447-52.


Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2016 Cristina Silva Sousa, Regina Claudia da Silva Souza, Maria Carolina Gonçalves, Tania Regina Zeni Diniz, Ana Lucia Silva Mirancos da Cunha

Rev SOBECC, São Paulo, SP, Brasil. e-ISSN: 2358-2871

Licença Creative Commons Revista SOBECC está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia