Capacitação da enfermagem no processamento de produtos para atuação em expedições na amazônia brasileira

Cintia Rachel Gomes Sales, Mona Luisa Sabongi, Maria Inês Monteiro

Resumo


Introdução: No Brasil, o acesso universal e equânime aos serviços de assistência à saúde dos povos indígenas ainda é um desafio, considerando, a dificuldade de inserção da saúde básica e das equipes multiprofissionais em terras indígenas. A organização da sociedade civil de interesse público Expedicionários da Saúde realiza expedições no Norte do país para promover a saúde dos povos indígenas. Objetivo: O presente artigo descreveu a experiência de capacitação que habilitou a equipe de enfermagem para atuar no Centro de Material Esterilização durante expedições. Método: Pesquisa descritiva, do tipo relato de experiência, que descreve as etapas de capacitação para enfermeiros atuarem no centro de material, em hospital de campanha, durante expedições na Amazônia. Resultados: A capacitação proposta foi satisfatória e os participantes desenvolveram as competências almejadas, por meio do aporte teórico e das atividades práticas. Conclusão: Observou-se que envolver enfermeiros em atividades voluntárias desperta o interesse na formação permanente, bem como aprimora seu conhecimento técnico-científico.

Palavras-chave


Enfermeiras e Enfermeiros; Esterilização; Capacitação de Recursos Humanos em Saúde; Desenvolvimento de Pessoal.

Texto completo:

PDF PDF/A (English)

Referências


Fundação Nacional de Saúde (FUNAI). Política Nacional de Atenção à Saúde dos Povos Indígenas [Internet]. Brasília; 2002 [citado 2017 jul. 06]. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/politica_saude_ indigena.pdf

Sales CRG, Sabongi ML, Reis VN, Pivatti ASA, Camisão AR, Kanashiro-Filho G. Logística de implementação de bloco cirúrgico na Floresta: Atuação do enfermeiro. Rev. SOBECC, São Paulo/SP. Jul/Set. 2016; 21(3):162-169.

Smith CE. Developing simulation scenarios for perioperative nursing core competencies and patient safety. Perioper Nur Clin. 2009; 4(2):157-65.

Neil JA. Simulation in nursing education. Perioper Nurs Clin. 2009; 4(2):97-112.

Dyniewicz AM. Metodologia da Pesquisa em Saúde para Iniciantes. 2. ed. São Caetano do Sul, SP: Difusão Editora, 2009.

Agência Nacional da Vigilância Sanitária (ANVISA). Resolução RDC n.15, de 15 de março de 2012. Dispõe sobre requisitos de Boas Práticas para o Processamento de Produtos para a Saúde e dá outras providências. [Legislação na Internet]. Brasília (DF); 2012. Acessado em 20 mai 2017. Disponível em: http://www.suvisa.rn.gov.br/contentproducao/aplicacao/sesap_suvisa/arquivos/gerados/resol_rdc_n%C2%BA%15_mar%C3%A7o_2012.pdf

Association of Perioperative Registered Nurses. Perioperative standards and recommended practices. 13ª ed. Denver; 2012.

Sociedade Brasileira de Enfermeiros de Centro Cirúrgico, Recuperação Anestésica e Centro de Material e Esterilização. Práticas recomendadas – SOBECC. 7ª ed. São Paulo: SOBECC; 2017.

Lucon SMR, Braccialli LAD, Pirolo SM, Munhoz CC. Formação do enfermeiro para atuar na Central de Esterilização. Rev. SOBECC, São Paulo/SP. Abr/Jun. 2017; 22(2):90-97.

Ribeiro MB. A educação permanente no treinamento do enfermeiro de Centro Cirúrgico: Revisão Integrativa. Rev. SOBECC, São Paulo. Abr./Jun. 2017; 22(2): 98-105.




DOI: https://doi.org/10.5327/Z1414-4425201900030009

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2019 Cintia Rachel Gomes Sales, Mona Luisa Sabongi, Maria Inês Monteiro

Rev SOBECC, São Paulo, SP, Brasil. e-ISSN: 2358-2871

Licença Creative Commons Revista SOBECC está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia