Sistemas de comunicação sobre o estado do paciente no período pós-operatório imediato: Revisão de literatura

Elaine Reda, Aparecida de Cassia Giani Peniche

Resumo


Considerando que o pós­ operatório imediato é um período crítico, no qual a equipe de Enfermagem precisa dispor do maior número de informações sobre o paciente submetido ao proce­ dimento anestésico-cirúrgico para melhorar e garantir a prestação do cuidado, realizamos um levantamento bibliográfico nacional e internacional, sem limite de data, para identificar e analisar a continui­ dade da assistência de Enfermagem nesse int ervalo. Para tanto, utilizamos o sistema informatizado de busca nos bancos de dados PubMed, Lilacs e Dedalus e no banco de teses da Capes, além de consulta manual, tendo trabalhado com os seguintes indexad ores: continuidade do cuidado, assistência de Enfermagem e Recuperação Pós-A nest ésica . Como resultado da pesquisa, encontramos 3 7 artigos que abordaram a importância dos sistemas de comunicação sobre o estado do paciente para o seguimento da prestação da assistência, com destaque para a documentação do cuidado baseada em um método científico, para o conhe­ cimento da especificidade da assistência na Recuperação Pós-Anestésica e para a necessidade do uso de instrumentos de registro de acordo com as características do cliente, assim como de sistema informatizado e de passagem de plantão por  telef one.


Palavras-chave


continuidade do cuidado; assistência de Enfermagem; Recuperação Pós-Anestésica

Texto completo:

PDF/A

Referências


.Conselho Regional de Enfermagem do Estado de São Paulo (Co ren- S P) . Decisão 008, de 1 9 de outubro de 1999 (DIR/0 0 8/ 19 99). Normatiza a Sistematização da Assistência de Enfermagem (SAE) nas Instituições de Saúde no âmbito do Estado de São Paulo. São Paulo: Coren-SP; 1 99 9 .

Castellanos BEP . Aplicação do processo de Enfermagem ao cuidado do paciente na unidade de Centro Cirúrgi co. Rev Esc Enferm USP 1978; 12 (3): 1 70 -1 8 6 . 26. Littled D, Carnevalli D. The Nursing care planning system. ln: Castellanos BEP. Aplicação do processo de Enfermagem na unidade de Centro Cirúr gico. Rev Esc Enferm USP 1978; 12 (3): 1 70 -1 86 .

Horta WA. O processo de Enferm agem: fundamentação e ap licação. Enferm Novas Dimens 1975; 1 (1) : 10-6.

Meeker MH, Rothroch JC. Cuidados Básicos de Enfermagem Perioperatória . ln: Cuidados de Enfermagem ao paciente cir úrg ico . 1 Oª ed . Rio de J an eir o: Guanabara Koogan; 1997, p. 3-1 7 .

Christman L. Na a ll-R N or sta ff. AORNJ 1976; 23 (7): 1 .19 4-7 .

Fay MR. Nursing process in the Recovery Room. AORN J 1976; 24 (6): 1 .0 6 9-7 5.

Mahomet A D. Nursing diagnosis for the OR nur se. AORN J 197 5; 22 (5) : 70 9-11 .

Miranda R . A prescrição de Enfermagem como garantia de assistência com q ua lidade . Notícias Hospitalares 2002; 4 (3 7) : 4 4-4 5.

Salzano SDT. Instrumento de comunicação de Enferm agem: estudo da implantação de um modelo de comunicação escrita entre as equipes das unidades cirúrgicas e do Centro Cirúr gico. Rev Esc Enferm USP 1983; 17 (3): 23 5-25 2.

Teixeira J . O tão falado (e inobservável) prontuário do paciente . Notícias Hospitalares 2002; 4 (39) :5 4-55.

Padovani P, Gatto MAF, Peniche ACG. Ficha de Recuperação Anestésica: avaliação dos dados oferecidos para o planejamento da assistência de Enfer­ magem no pós-ope rató rio imediat o. Enfoque 1998; 16 (2) : 4 5-8 .

Ferraz ER. Requisitos mínimos para a organização da sala de Recuperação Pós­ Anestésica e a assistência de Enfermagem nela prestada . Rev Esc Enferm USP 1980; 14 (2) : 123-131.

Drain CB, Shipley SB. Enfermagem em sala de recuperação. Rio de J aneiro: 1 nteramericana; 1 9 81 .

Barros MCD, Bartmann M, Hargreaves L. Enfermagem cirúrgica. Rio de Janeiro: SenadDN/DFP; 1996, p. 3-19 .

Avelar MCO, Peniche ACG, Paula TAC, Carbone NA, Silva RV Validação dos padrões de assistência de Enfermagem em Recuperação Anestésica. Rev Paul Enferm 1991; (nº esp): 11 -1 8 .


Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 Elaine Reda, Aparecida de Cassia Giani Peniche

Rev SOBECC, São Paulo, SP, Brasil. e-ISSN: 2358-2871

Licença Creative Commons Revista SOBECC está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia