Humanização da criança operada: integração familiar ao ambiente cirúrgico

Denise Rodrigues Costa Schmidt, Rosineide Feres Gil, Cláudia Valéria Nascimento Orasmo

Resumo


A presente pesquisa teve a finalidade de avaliar o significado, para o auxiliar de Enfermagem, da presença dos pais ou acompanhantes junto às crianças, nos períodos pré e pós-operatório, dentro da sala de Recuperação Anestésica de um hospital universitário de Londrina (PR). Os depoimentos dos sete auxiliares de Enfermagem que participaram do estudo revelaram a importância que eles atribuem à proposta de permanência dos pais ao lado de seus filhos após a cirurgia, uma vez que a iniciativa favorece um momento oportuno para a orientação aos familiares e permite a redução da ansie­ dade das crianças e dos acompanhantes, oferecendo um ambiente familiar a esse paciente.  O  estudo  revelou  também  as dificuldades encontradas pelos auxiliares de Enfermagem no desenvolvimento do processo de trabalho, o que contribuirá para sua reestru tura ção.


Palavras-chave


Enfermagem; Centro Cirúrgico; família; criança hospitalizada

Texto completo:

PDF/A

Referências


gia e no pós-operatório. [ Disser­ tação]. Ribeirão Preto (SP): Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto da USP; 1977.

Rodrigues A I. O paciente no sistema de Centro Cir úrg ico: um estudo sobre as percepções e opiniões dos pacientes em relação ao período transoperatório. [ Disse rtação]. São Pau lo: Escola de Enfermagem da USP; 1979 .

Bianchi ERF, Castellanos BEP. Consi­ derações sobre a visita pré-operatória do enfermeiro da unidade de Centro Cirúr gico: resenha da literatura es­ trang eira. Rev Paul Enferm 1983; 3(5) :161-6 .

Garanhani ML. A percepção da criança cirúrgica em relação ao ambiente físico e humano do Centro Cirúr gico. [Mo nografia]. Lond rina : Centro de Ciências da Saúde da Universidade Estadual de Londrina; 1988

Garanhani ML. O significado da cirurgia para a criança. [Dissertação] . Ribeirão Preto (SP) : Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto da USP; 199 3.

Costa DR. A orientação pré-opera­ tória do paciente através de vídeo sobre o ambiente físico e humano do Centro Ci rúrgi co. [Monografia]. Londrina (P R): Centro de Ciências da Saúde da UEL; 19 94.7. . Posso MBS et ai. Sistemática da assistência de Enfermagem Perio­ peratória - percepção de enfermeiros Por meio da presente iniciativa, consta­ tamos que os auxiliares de Enfermagem compreendem a importância da partici­

oacão da família no processo de assistenciais. Rev SOBECC 2000;

(4) :21-5 .

Panza A MM. Efeito da visita pré­ operatória da enfermeira de Centro Cirúrgico sobre o estresse do pacien­te no pré-operatório, no dia da cirur-

Santos ALGS, Bakes VMS, Vasconcelos, M A . A assistência humanizada ao cliente no Centro Cirúr gico: uma experiência apoiada na teoria humanística de Paterson & Zde rad. Nursing (São Paulo) 2002; 5(48):25 -30.

. Galvão CM, Sawada NO, Rossi LA. A prática baseada em evidên­ cias: considerações teóricas para sua implementação na Enfermagem

Periope rató ria. Rev Latino-Am Enferm 2002; 10 (5) :690-5.

Smeltzer SC, Bare BG . Brunner and Suddarth: Tratado de Enfer­ magem Médico-Cirúrgica. Rio de J a ne ir o: Guanabara-Koogan; 1993 . V.

. Kikuchi EM et ai. A criança cirúrgica e sua família: vivência de um projeto fas ci na nte . Rev SOBECC 2000; 5(3):1 6-9 .

Salimena AMO, Cadete MMM. Os sentimentos expressos pela mãe à porta do Centro Ci rúr g ico: abordagem fenomenológica. Nursing (São Paulo) 2003; 6(56):32-4.

Silva MJP A criança precisa de cirurgia ... Ouanto nós podemos ajudar? Rev SOBECC 2000; 5(3) :22-4 .

Neira Huerta EP A experiência de acompanhar um filho hospita lizado: sentimentos, necessidades e expec­ tativas manifestadas por mães acom­ panhantes . Rev Esc Enferm USP 1985; 1 9(2):15 3-71 .

Bicudo Júnior A. Fenomeno lo gia: confrontos e avan ços. São Pau lo: Cortez; 2000 .

Laperuta V. Assistência de Enfer­ magem centrada na famí li a: uma experiência internacional. Nursing (São Paulo) 2002; 5(52) :1 2-4 .

Neman F, Souza MF. Experien­ ciando a hospitalização com a pre­ sença da família: um cuidado que possibilita conforto. Nursing (São Paulo) 2003; 6(56):28-31

Ribeiro MNF, Lima JD. A inte­ gração da família na assistência à criança hospitalizada. Rev Gaúcha Enferm 1983; 4(2):165-68.

Waldow VR. Peculiaridades e contradições do cu ida r: um estudo et nográ fico. Nursing (São Paulo) 200 1; 4(33):1 8-2 4.

Coldibelli LMF. Considerações sobre a problemática das mães ou acompanhantes de crianças subme­ tidas a cirurgia ambulatorial. [Mo­ nogra fia]. Londrina ( PR) : Centro de Ciências da Saúde da UEL; 19 93.

Farias FLR . Alterações compor­ tamentais ocasionadas pela sepa­ ração mãe-filho durante a hospita­ lização da criança. Rev Bras Enferm 1988; 41 (2):10 7-1 2.

Eidt OR, lssi H B. Participação da mãe e da família na assistência da criança hospitalizada. Rev Gaúcha Enferm 1980; 2(2-4) :83-90 .

Neira Huerta EP Pesquisa entre mães aco m pa nhante s: reflexões sobre os resultados obtidos. Re v Esc Enferm USP 198 5;

9(3) :225 -9


Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 Denise Rodrigues Costa Schmidt, Rosineide Feres Gil, Cláudia Valéria Nascimento Orasmo

Rev SOBECC, São Paulo, SP, Brasil. e-ISSN: 2358-2871

Licença Creative Commons Revista SOBECC está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia