Tenho sede! Vivência do paciente cirúrgico no período perioperatório.

Larissa Cristina Jacovenco Rosa da Silva, Patricia Aroni, Lígia Fahl Fonseca

Resumo


Objetivo: Desvelar a vivência do paciente cirúrgico no pós-operatório imediato em relação à sede, na perspectiva da Teoria de Manejo de Sintomas. Método: Estudo qualitativo desenvolvido com 14 pacientes em hospital universitário de grande porte no Sul do Brasil. Para análise dos discursos, utilizou-se o método do Discurso do Sujeito Coletivo. Resultados: Emergiram quatro categorias: o corpo manifestando a sede, sentimentos vivenciados, utilizando mecanismos de enfrentamento e percebendo as estratégias de manejo da sede. Os sinais desse sintoma são angustiantes e extremamente estressores para quem os vivencia e a equipe multiprofissional envolvida não o valoriza. Conclusão: Sob a perspectiva da Teoria de Manejo de Sintomas, a sede, pela multivariedade do sintoma, é percebida e experienciada por meio de repercussões físicas e emocionais, refletindo sentimentos como angústia, medo e impotência diante do sintoma. 


Palavras-chave


Sede. Assistência perioperatória. Enfermagem perioperatória. Cuidados de enfermagem.

Texto completo:

PDF PDF/A (English)

Referências


arai S, Stotts N, Puntillo K. Thirst in critically ill patients: from physiology to sensation. am J Crit Care. [Internet]. 2013 [citado 5 jul. 2015];22(4):328-35. Disponível em: http://www.ncbi. nlm.nih. gov/pubmed/23817822

Gois CFl, aguillar OM, Santos v, Rodríguez eOl. Stress factors for patients undergoing cardic surgery. Invest educ enferm [Internet]. 2012 [citado 6 jul. 2015];30(3):312-9. Disponível em: http://www. scielo.org.co/pdf/iee/v30n3/v30n3a 03.pdf

aroni P, Nascimento la, Fonseca lF. avaliação de estratégias no manejo da sede na sala de recuperação pós-anestésica. acta Paul enferm [Internet]. 2012 [citado 19 jun. 2015];25(4):530-6. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/S0103-21002012000 400008

Gois CFl, Dantas Ra. Stressors in care at a thoracic surgery postoperative unit: nursing evaluation. Rev latino-am enferm [Internet]. 2004 [citado 20 jul. 2015];12(1):22-7. Disponível em: http:// dx.doi.org/10.1590/S0104-11692004000100004

Inenaga K, Ono K. Oral dryness and thirst: the central effect of acetylcholine on drinking behavior. J Oral Biosci [Internet]. 2010 [citado 2015 jul. 28];52(4):344-51. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1016/ S1349-0079(10)80015-5

lages N, Fonseca C, Neves a, landeiro N, abelha FJ. Náuseas e vômitos no pós-operatório: uma revisão do “pequeno-grande” problema. Rev Bras anestesiol [Internet]. 2005 [citado 26 jun. 2015];55(5):575-85. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/S0034-7094200500 0500013

Pompeu Da, Rossi, la. a administração de anestésicos voláteis como fator relacionado a náuseas e vômitos no período pós-operatório. Rev Gaúcha enferm [Internet]. 2008 [citado 29 jul. 2015];29(1):1218. Disponível em: http://www.seer.ufrgs.br/RevistaGauchade enfermagem/article/viewFile/5309/3010

Conchon MFi, do Nascimento la, Fonseca lF, aroni P. Sede perioperatória: uma análise sob a perspectiva da Teoria de Manejo de Sintomas. Rev esc enferm uSP [Internet]. 2015 [citado 1 ago. 2015]; 49(1):122-8. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/reeusp/ v49n1/ pt_0080-6234-reeusp-49-01-0122.pdf

Dodd M, Janson S, Facione N, Faucett J, Froelicher eS, Humphreys J, et al. advancing the science of symptom management. J adv Nurs [Internet]. 2001 [citado 20 jun. 2015];33(5):668-76. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1046/j.1365-2648.2001.01697.x

lenz eR, Pugh lC. Theory of unpleasant Symtoms. In: Smith MJ, liehr PR. Middle Range Theory for Nursing. New York: Springer Publishing Company; 2008. p. 159-82.

Chistóforo BeB, Zagonel IPS, Carvalho DS. Relacionamento enfermeiro-paciente no pré-operatório: uma reflexão à luz da teoria de Joyce Travelbee. Cogitare enferm [Internet].

[citado 20 jul. 2015];11(1):55-60. Disponível em: http:// www.faculdadespequenoprincipe.org.br/publicacoes/ arquivos/20080919050909_artigo%20relacionamento%20 enfermeiro%20paciente.pdf

lefevre F, lefevre aMC. Discurso do sujeito coletivo: representações sociais e intervenções comunicativas. Rev Texto Contexto enferm [Internet]. 2014 [citado 20 jul. 2015];23(2):502-7. Disponível em: http:// www.scielo.br/pdf/tce/v23n2/pt_0104-0707-tce-23-02-00502.pdf

Goulart JaB. analogias e metáforas no ensino de física: um exemplo em torno da temática de campos [dissertação]. [Internet]. Brasília: universidade de Brasília; 2008 [citado 20 jul. 2015]. Disponível em: http://repositorio.unb.br/bitstream/10482/4854/1/2008_Janiceanita BomfimGoulart.pdf

Conchon MF, Fonseca lF. eficácia de gelo e água no manejo da sede no pós-operatório imediato: ensaio clínico randomizado. Rev enferm uFPe [Internet]. 2014 [citado 1 ago. 2015];8(5):1435-40. Disponível em: http://www.revista.ufpe.br/revistaenfermagem/index.php/ revista/article /view/5839/pdf_5170

Stevenson RJ, Mahmut M, Rooney K. Individual differences in the interoceptive states of hunger, fullness and thirst. appetite [Internet]. 2015 [citado 2015 jul. 26];95(1):44-57. Disponível em: http://www. sciencedirect.com/science/article/pii/s0195666315002950?np=y#

Puntillo K, arai SR, Cooper Ba, Stotts Na, Nelson Je. a randomized clinical trial of an intervention to relieve thirst and dry mouth in intensive care unit patients. Intensive Care Med. [Internet]. 2014 [citado 26 jul. 2015];40(9):1295-302. Disponível em: http://www. ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles /PMC4149585/

andolhe R, Guido la, Bianchi eRF. Stress e coping no período perioperatório de câncer de mama. Rev esc enferm uSP [Internet]. 2009 [citado 20 jul. 2015];43(3):711-20. Disponível em: http://dx.doi. org/10.1590/S0080-62342009000300030

Guest S, essick G, Young M, lee a, Phillips N, McGlone F. Oral hydration, parotid salivation and the perceived pleasantness of small water volumes. Physiol Behav [Internet]. 2006 [citado 20 jul. 2015];89(5):724-34. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1016/j. physbeh.2006.08.012

Nascimento la, Fonseca lF, Rosseto eG, Santos CB. Development of a safety protocol for management thirst in the immediate postoperative. Rev esc enferm uSP [Internet]. 2014 [citado 1 ago. 2015];48(5):834-43 Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/ S0080- 6234201400005000009

eccles R, Du-Plessis l, Dommels Y, Wilkinson Je. Cold pleasure: why we like ice drinks, ice-lollies and ice cream. appetite [Internet]. 2013 [citado 20 jul. 2015];71:357-60. Disponível em: http://www. sciencedirect.com/science/article/pii/S0195666313003930




DOI: https://doi.org/10.5327/Z1414-4425201600020003

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2016 Larissa Cristina Jacovenco Rosa da Silva, Patricia Aroni, Lígia Fahl Fonseca

Rev SOBECC, São Paulo, SP, Brasil. e-ISSN: 2358-2871

Licença Creative Commons Revista SOBECC está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia