O conhecimento dos circulantes de sala sobre a utilização do bisturi elétrico

Renata Lourenço César Parra, Márcia Bérgamo Giannasttasio, Tânia Regina Zeni Diniz

Resumo


O Centro Cirúrgico (CC) sofre transformações constantes, em função da evolução das técnicas cirúrgicas, anestésicas e tecnológicas. O técnicas cirúrgicas, anestésicas e tecnológicas. O dos profissionais de enfermagem de sala cirúrgica quanto à utilização do Bisturi Elétrico (BE), por meio de uma pesquisa de campo, descritiva, exploratória, com análise quantitativa. A amostra foi composta por 57 profissionais de enfermagem e a coleta dos dados ocorreu durante um Evento Científico promovido pela SOBECC. Entre os resultado obtido, destaca-se que, embora o uso do BE seja freqüente no CC, só houve treinamento eficaz a 54% dos usuários; quanto aos cuidados específicos com os pacientes portadores de marcapasso e que precisam utilizar o BE, 72% dos entrevistados desconhecem tais cuidados. Conclui-se que há falha no treinamento da equipe de enfermagem de CC relacionada ao emprego do BE. Sugerimos que seja viabilizada a educação permanente sobre esse assunto, de modo a garantir qualidade no atendimento e segurança do cliente cirúrgico.


Palavras-chave


Eletrocoagulação. Educação continuada. Equipe de enfermagem.

Texto completo:

PDF/A

Referências


Silvia MAP, Rodrigues AL, Cesarreti IUR. Enfer-magem na unidade de centro cirúrgico. 2a ed. SãoPaulo: EPU; 2009.

Andreu JM, Deghi LP. Enfermagem perioperáto-ria. In: Malagutti W, Bonfim IM, organizadores. En-fermagem em centro cirúrgico: atualidades e perspectivas no ambiente cirúrgico. São Paulo: Martina-ri; 2008. p.19-28.

Figueiredo NMA, Leite JL, Machado WCA. Cen-tro cirúrgico: atuação intervenção e cuidados de en-fermagem. São Caetano do SUL: Yendis; 2009.

Possari JF. Centro cirúrgico: planejamento, orga-nização e gestão. 4a ed. São Paulo: látria; 2009.

Marco RC. Enfermagem de centro cirúrgico. Riode Janeiro: Centro de Formação Profissional Bezer-ra de Araújo; 2003.

Santos 1, Figueiredo NMA, Padilha MIOS, Sou-za SROS, Machado WCA, Cupello N. Enferma-gem assistencial no ambiente hospitalar: realidade,questões, soluções. São Paulo: Atheneu; 2004. v. 2.(Série atualização em enfermagem).

Arone EM, Philippi M, Santos OS. Introdução àenfermagem médico- cirúrgica. São Paulo: SENAC;1994.

Moraes LO, Peniche ACG. Assistência de en-fermagem no período de recuperação anestési-ca: revisão de literatura. Rev Esc Enferm USP.2003;37(4)-34-42.

Oliveira BC, Pirovano RSV. Educação continua-da para os profissionais de enfermagem em centrocirúrgico. In: Anais do 9° Congresso Brasileiro deEnfermagem em Centro Cirúrgico, RecuperaçãoAnestésica e Centro de Material e Esterilização;2009 jul. 17-21; São Paulo. São Paulo: SOBECC;2009. p100.

Santos SSC, Luis MAV. A relação da enfermeiracom o paciente cirúrgico. Goiânia: AB; 1999.

Sociedade Brasileira de Enfermeiros de CentroCirúrgico, Recuperação Anestésica e Centro deMaterial e Esterilização. Práticas recomendadas SOBECC. 51 ed. São Paulo: SOBECC; 2009 e bases de operação de sistemas eletrocirúrgicos.Campinas: Mundo Digital; 2008.

Morin E. La méthode 3: Ia connaissance de Iaconnaissance. Paris: Seuil; 1990.

Bittar OJNV. Gestão de processos e certifica-ção para qualidade em saúde. Rev Ass Med Brasil.1999-145(4):357-63.

Brito MFP, Galvão CM. Os cuidados de enferma-gem no uso da eletrocirurgia. Rev Gaúcha Enferm.2009;30(2).-319-27.

Hermini AH. Unidades eletrocirúrgicas: conceito

Cuido LÁ, Leite RCBO, Silveira CT. Posiciona-mento do paciente para o procedimento anestésico-cirúrgico. In: Carvalho R, Bianchi ERF, organizado-ras. Enfermagem em centro cirúrgico e recuperação.ia ed. 21 reimp. Barueri: Manole; 2010. p.190-217.

Mateos EIP, Mateos JCP, Mateos MGP. Cuida-dos com os marcapasos e desfibriladores nas in-tercorrências, cirurgia geral, cardioversão elétricae dentista. Rev Soc Cardiol Estado de São Paulo.2004;14(2)-260-74


Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2016 Renata Lourenço César Parra, Márcia Bérgamo Giannasttasio, Tânia Regina Zeni Diniz

Rev SOBECC, São Paulo, SP, Brasil. e-ISSN: 2358-2871

Licença Creative Commons Revista SOBECC está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia