Estratégia Lúdicas na Assistência ao paciente pediátrico: Aplicabilidade ao Ambiente Cirúrgico

Gisele dos Santos Marmelo, Dulcilene Pereira Jardim

Resumo


Trata-se de uma pesquisa de revisão deliteratura com o objetivo de realizar um levantamentodas estratégias de humanização utilizadas pela equi-pe de saúde com o paciente pediátrico no contextohospitalar, e apontar a aplicabilidade dessas técnicasao bloco cirúrgico. Foram encontradas as estratégiasda Brincadeira Terapêutica, Musicoterapia, Bibliotera-pia, Arteterapia, Ambiente Decorado e Terapia Assis-tida porAnimais. Os estudos mostram aplicabilidadeda Brincadeira Terapêutica e da Musicoterapia aobloco cirúrgico nos períodos pré-operatório imediatoe pós-operatório imediato na sala de recuperação pós-anestésica, com os devidos cuidados necessários àsquestões assépticas e de sonoridade desses setores.Salienta-se que, além do uso das técnicas lúdicas, énecessário do profissional de enfermagem do blococirúrgico um cuidado individualizado e humanizadoao pequeno paciente neste momento estressante dahospitalização. Sugerem-se novas pesquisas sobreo cuidado de enfermagem humanizado ao pacientepediátrico no ambiente cirúrgico testando estas ououtras técnicas lúdicas.

Palavras-chave


Enfermagem de Centro Cirúrgico;Humanização da assistência; Criança hospitalizada;Jogos e brinquedos; Musicoterapia.

Texto completo:

PDF

Referências


Castro AS, Ribeiro CA, Silva CV. Tentando readquirir o controle: a vivência do pré-escolar no pós-operatório de postectomia. Rev Latino-am Enferm. 2004-112(5):797-805.

Leite TMC, Shimo AKK. O brinquedo no hospital: uma análise da produção acadêmica dos enfermeiros brasileiros. Esc Anna Nery Rev Enferm. 2007-111(2)-«343-50.

Sociedade Brasileira de Enfermeiros de Centro Cirúrgico, Recuperação Anestésica e Centro de Material e Esterilização (SOBECC). Práticas Recomendadas - SOBECC. 5 1 ed. São Paulo: SOBECC; 2009.

Moraes LO, Peniche ACG. Assistência de enfermagem no período de recuperação anestésica: revisão de literatura. Rev Esc Enferm USP. 2003;37(4):34-42.

Gimenes BP. O brincar e a saúde mental. In: Viegas D. Brinquedoteca hospitalar: isto é humanização. 2 a ed. Rio de Janeiro: Wak; 2008. p. 15-9.

Valladares ACA. Arteterapia com crianças hospitalizadas [dissertação]. Ribeirão Preto: Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto, Universidade de São Paulo; 2003.


Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2016 Gisele dos Santos Marmelo, Dulcilene Pereira Jardim

Rev SOBECC, São Paulo, SP, Brasil. e-ISSN: 2358-2871

Licença Creative Commons Revista SOBECC está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia