Avaliação e controle de instrumentais utilizados em sala operatória durante cirurgias torácicas

Vítor Marraschi, Amanda Cristina Cocco, Adrielly Raymundo Gaspar, Cleuza Aparecida Vedovato, Ana Paula Boaventura

Resumo


Objetivo: Avaliar o número de instrumentais cirúrgicos não utilizados durante as cirurgias torácicas realizadas em um hospital universitário.
Métodos: Trata-se de um estudo exploratório, descritivo, transversal com abordagem quantitativa, realizado a partir do levantamento de dados sobre
a utilização ou não de instrumentais cirúrgicos presentes nas caixas cirúrgicas. Resultados: Foram observadas 30 cirurgias torácicas, sendo a média de
instrumentais utilizados por cirurgia de 84,53% e a média de instrumentais não utilizados de 15,48%. Conclusão: São necessárias reformulações na composição
das caixas cirúrgicas dessa especialidade a fim de otimizar a utilização e o processamento dos instrumentais.


Palavras-chave


Instrumentais Cirúrgicos; Controle de Custos; Procedimentos cirúrgicos operatórios; Cirurgias Torácicas

Texto completo:

PDF PDF/A (English)

Referências


Sociedade Brasileira de Enfermagem de Centro Cirúrgico,

Recuperação Anestésica e Central de Materiais e Esterilização.

Práticas Recomendadas. 6ª ed. São Paulo: SOBECC; 2013.

Araruna AB, Posso MBS. Centro de material de esterilização:

parâmetros espaciais e riscos físicos. Rev SOBECC. 2014 [citado

em 2015 out 30];19(3):142-7. Disponível em: http://sobecc.org.br/

arquivos/artigos/2015/pdfs/site_sobecc_v19n3/05_sobecc.pdf

Paula JRA, Silva RCR, Vedovato CA, Boaventura AP. Instrumentais

nas Caixas Cirúrgicas: Avaliação de Custo. Rev SOBECC. 2015 [citado

em 2016 ago 14];20(2):73-80. Disponível em: http://files.bvs.br/

upload/S/1414-4425/2015/v20n2/a5019.pdf

Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Resolução RDC n.º 30, de 15 de

fevereiro de 2006. Dispõe sobre o registro, rotulagem e re-processamento

de produtos médicos, e dá outras providências. Diário Oficial da União.

[citado 2015 out 30]. Disponível em: http://www.aeap.org.br/doc/

resolucao_rdc_30_de_15_de_fevereiro_de_2006.pdf

Rothrock JC. Alexander: Cuidados de Enfermagem ao Paciente

Cirúrgico. 14ª ed. Rio de Janeiro: Elsevier; 2011. 1272p.

Freitas LR, Tipple AFV, Pires FV, Melo DS, Spagnoli JLU. (Des)cuidado

com produtos para saúde processados no transporte e armazenamento

em unidades de internação. Texto Contexto Enferm. 2015 [citado 2016

out. 30];24(1):253-62. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.

php?script=sci_arttext&pid=S0104-07072015000100253

Castilho V, Jericó MC. Gerenciamento de custeio: Aplicação de

Método de Custeio Baseado em Atividades em Central de Materiais

e Esterilização. Rev Esc Enferm USP. 2010 [citado 2015 out 30];44(3):

-52. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/reeusp/v44n3/28.pdf

Schutz V, Siqueira BT. A enfermagem e o custo com os materiais

hospitalares: uma revisão bibliográfica. Cogitare Enfermagem. 2011

[citado 2015 out 30];16(1):148-53. Disponível em: http://revistas.ufpr.

br/cogitare/article/viewFile/21126/13952

Moresca LGN, Fonseca LF, Tramontini CC. Avaliação dos índices

de velocidade e confiabilidade de materiais reprocessados em um

centro de material e esterilização. Rev SOBECC. 2011;16(2):34-41.

Moriya T, Vicente Y, Tazima MFGS. Instrumental Cirúrgico. Rev Esc

Med USP. 2011 [citado 2016 ago. 14];44(1):18-32. Disponível em:

http://www.revistas.usp.br/rmrp/article/view/47319/51055

Conselho Nacional de Saúde (Brasil). Resolução n.º 466, de 12 de

dezembro de 2012. Diretrizes e Normas Regulamentadoras de

Pesquisas envolvendo Seres Humanos. Diário Oficial da União. 2012

[citado 2015 out 30]. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/

saudelegis/cns/2013/res0466_12_12_2012.html

AORN. Guideline for cleaning and care of surgical instruments.

In: AORN. Guidelines for Perioperative Practice. 2015 [citado 2017

mar 18]. p.615-50. Disponível em: https://www.aorn.org/websitedata/

cearticle/pdf_file/CEA15517-0001.pdf

Wannemuehler TJ, Elghouche AN, Kokoska MS, Deig CR, Matt BH.

Impact of Lean on Surgical Instrument Reduction: Less Is More.

Laryngoscope. 2015 [citado 2017 mar 18];125(12):2810-5. Disponível

em: http://onlinelibrary.wiley.com/doi/10.1002/lary.25407/abstract

Olimpio MAC, Sousa VEC, Ponte MAV. O uso do bisturi elétrico e

cuidados relacionados: revisão integrativa. Rev SOBECC. 2016 [citado

mar 9];21(3):154-61. Disponível em: https://revista.sobecc.org.

br/sobecc/article/view/33

Cima RR, Brown MJ, Hebl JR, Moore R, Rogers JC, Kollengode A,

et al. Use of Lean and Six Sigma methodology to improve operating

room efficiency in a high-volume tertiary-care academic medical

center. J Am Coll Surg. 2011 [citado 2017 mar 18];213(1):83-92.

Disponível em: HTTPS://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/21420879

Ouriques CM, Machado ME. Enfermagem no processo de esterilização

de materiais. Texto Contexto Enferm. 2013 [citado 2017 mar 10];

(3):695-703. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.

php?script=sci_arttext&pid=S0104-07072013000300016&lng=pt

&nrm=iso

Castro LC, Castilho V. O custo de desperdício de materiais de consumo

em um centro cirúrgico. Rev Latino-Am Enferm. 2013 [citado 2017

mar 9];21(6):1228-34. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rlae/

v21n6/pt_0104-1169-rlae-21-06-0122/.pdf

Silva MJN, Ribeiro AL. Gestão em centro cirúrgico: identificação de

desperdícios. Rev SOBECC. 2016 [citado 2017 mar. 09];21(2):82-9.

Disponível em: https://revista.sobecc.org.br/sobecc/article/

view/120




DOI: https://doi.org/10.5327/Z1414-4425201700030002

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 Vítor Marraschi, Amanda Cristina Cocco, Adrielly Raymundo Gaspar, Cleuza Aparecida Vedovato, Ana Paula Boaventura

Rev SOBECC, São Paulo, SP, Brasil. e-ISSN: 2358-2871

Licença Creative Commons Revista SOBECC está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia