Personalidade resistente nas equipes médica e de enfermagem em centro cirúrgico

Rosana de Oliveira Carvalho Silva, Karla de Melo Batista, Eliane da Silva Grazziano

Resumo


Objetivo: Identificar a presença da personalidade resistente ao estresse em profissionais da saúde que atuam em centro cirúrgico. Método: Estudo descritivo, transversal, com abordagem quantitativa, realizado com 58 profissionais, entre janeiro a fevereiro de 2013, empregando um questionário fechado para caracterização biossocial e a Hardiness Scale. Resultados: A maioria (88%) dos participantes obteve altas médias nas dimensões compromisso e controle e, destes, sete (12%) apresentaram a personalidade resistente com altas pontuações nas três dimensões. Em sua maioria, eram mulheres (71,4%), técnicas de enfermagem (57,1%), casadas (83,3%), com 11 a 15 anos de profissão (42,9%) e circulantes de sala (57,1%), além de possuírem múltiplo vínculo empregatício (57,1%). Conclusão: Verificou-se o pequeno percentual de profissionais que possuem características de personalidade resistente, porém constatou-se que a maioria está com baixas pontuações na dimensão controle, portanto há uma necessidade de empoderamento destes profissionais em suas respectivas áreas de atuação.

Palavras-chave


Enfermagem Perioperatória. Salas Cirúrgicas. Resiliência Psicológica. Estresse Profissional.

Texto completo:

PDF/A

Referências


Brasil. Ministério da Saúde. Organização Pan-Americana da Saúde no Brasil: doenças relacionadas ao trabalho: manual de procedimentos para os serviços de saúde [Internet]. Brasília; 2001 [citado 2013 Nov]. Disponível em: http://www.opas.org.br/sistema/arquivos/Saudedotrabalhador.pdf

Malagris LEN, Fiorito AC. Avaliação do nível de stress de técnicos da área da saúde. Estudos Psicol. 2006;2(3):391-8.

Aquino JM. Estressores no trabalho das enfermeiras em centro cirúrgico: consequências profissionais e pessoais. São Paulo (Ribeirão Preto) [tese]. São Paulo: Programa de Pós-Graduação em Enfermagem Psiquiátrica da Universidade de São Paulo; 2005.

Bolzan MEO. Estresse, coping, burnout, sintomas depressivos e hardiness em residentes médicos. Rio Grande do Sul (Santa Maria) [dissertação]. Santa Maria: Programa de Pós-Graduação em Enfermagem da Universidade Federal de Santa Maria; 2012.

Stumm EMF, Maçalai RT, Kirchner RM. Dificuldades enfrentadas por enfermeiros em um centro cirúrgico. Texto Contexto Enferm. 2006;15(3):464-71.

Maddi SR.The Personality Construct of Hardiness, IV Expressed in Positive Cognitionsand Emotions Concerning Oneself and Developmentally Relevant Activities. J Humanistic Psychol. 2009;49(3):292-305.

Serrano PM. Adaptação transcultural da Hardiness Scale (HS) [dissertação]. São Paulo: Escola de Enfermagem da Universidade de São Paulo; 2009. 115p.

Polit DF, Beck CT, Hungler BP. Fundamentos de Pesquisa em Enfermagem. Porto Alegre: Artmed; 2004.

Matos ACH. As famílias não fundadas no casamento e a condição feminina. Rio de Janeiro: Renovar; 2000.

Guido LA, Linch GFC, Pitthan LO, Umann J. Estresse, coping e estado de saúde entre enfermeiros hospitalares. Rev Esc Enferm USP. 2011;45(6):1434-9.

Koenig HG. Research on religion, spirituality and mental health: a review. Can J Psychiatry. 2009;54(5):283-91.

Falconi Filho A. Perda de pessoas amadas. Capivari, São Paulo: EME; 2011.

Machado JMH, Correa MV. Conceito de vida no trabalho na análise das relações entre processo de trabalho e saúde no hospital. Inf Epidemiol SUS. 2002;11(3):159-66.

Montanholi LL, Tavares DMS, Oliveira GR. Estresse: fatores de risco no trabalho do enfermeiro hospitalar. Rev Bras Enferm. 2006;59(5):661-5.

Batista KM, Bianchi ERF. La relación estrés, resistencia y turno de trabajo en enfermeros de un hospital de enseñanza. Enferm Global. 2013;12(29):274-80.

Judkins S, Furlow L. Developing hardiness in nurse managers. Nursing Manag (Harrow). 2007;14(7):19-23.

Kobasa SC. The hardy personality: Toward a social psychology of stress and health. In: Sanders G, Suls J (Eds.). Social psychology of health and illness. Hillsdale, NJ: Erlbaum; 1982. p.3-32.




DOI: https://doi.org/10.5327/Z1414-4425201400040007

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2016 Rosana de Oliveira Carvalho Silva, Karla de Melo Batista, Eliane da Silva Grazziano

Rev SOBECC, São Paulo, SP, Brasil. e-ISSN: 2358-2871

Licença Creative Commons Revista SOBECC está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia