Efetividade do protocolo prevenção de lesões de pele em cirurgias urológicas robóticas

Cecilia da Silva Angelo, Catharina Ferreira de Meira Pachioni, Eduardo Henrique Giroud Joaquim, Erica Adriana Lima da Silva, Gilmar Gomes dos Santos, Isabel Miranda Bonfim, Gustavo Cardoso Guimarães, Raquel Marcondes Bussolotti

Resumo


Objetivos: Verificar a efetividade do Protocolo Prevenção de Lesão de Pele, por meio do levantamento de ocorrências causadas pelo posicionamento
cirúrgico em pacientes oncológicos submetidos às cirurgias urológicas robóticas e demonstrar a importância da simulação como estratégia educativa
no treinamento da equipe de enfermagem. Método: Trata-se de uma pesquisa descritiva, retrospectiva, abordagem quantitativa, referente ao ano
de 2015. O estudo foi feito no centro cirúrgico de um hospital oncológico que realiza em média 1.000 cirurgias/mês. Resultados: Em 2015, foram realizados
359 procedimentos urológicos robóticos, sendo 298 casos de prostatectomia. Não houve nenhuma lesão de pele por posicionamento no período
observado. Conclusão: A ocorrência de lesões de pele em pacientes oncológicos submetidos a cirurgias urológicas robóticas, associada ao posicionamento
cirúrgico, neste estudo, foi zero. Esse resultado comprova a efetividade do protocolo institucional demonstrando a importância da simulação
como estratégia educativa de melhoria para garantir o sucesso do posicionamento cirúrgico robótico.


Palavras-chave


Enfermagem perioperatória. Úlcera por pressão. Robótica. Posicionamento do paciente.

Texto completo:

PDF PDF/A (English)

Referências


Brasil. Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva. Estimativa

: incidência de câncer no Brasil. Rio de Janeiro: INCA; 2015.

Ulmer BC. Best Practices for Minimally Invasive Procedures. AORN

J. 2010;91(5):558-72.

Camarillo DB, Krummel TM, Salisbury JK Jr. Robotic technology in

surgery: past, present, and future. Am J Surg. 2004;188:2S-15S.

Sant’anna RT, Prates PRL, Sant’Anna JRM, Prates PR, Kalil RAK, Santos

DE, et al. Emprego de sistemas robóticos na cirurgia cardiovascular.

Rev Bras Cir Cardiovasc. 2004;19(2):171-8.

Ramos JR, Davila EP. Cirurgia robótica para o tratamento do câncer do

reto distal: sistematização técnica. Rev Col Bras Cir. 2014;41(3):216-23.

Domene CE. Cirurgia robótica: um passo em direção ao futuro. Arq

Bras Cir Dig. 2014;27(4):233.

Carneiro GA, Leite RCBO. Lesões de pele no intra-operatório de

cirurgia cardíaca: incidência e caracterização. Rev Esc Enferm USP.

;45(3):611-6.

Spruce L. Back to Basics: Preventing Perioperative Pressure Injuries.

AORN J. 2017;105(1):92-9.

Silveira CT. A assistência da equipe de enfermagem no posicionamento

cirúrgico do paciente durante o período intraoperatório [dissertação].

São Paulo: Escola de Enfermagem da Universidade de São Paulo; 2008.

Barbosa MH, Oliva AMB, Sousa Neto AL. Ocorrência de lesões

perioperatórias por posicionamento cirúrgico. Rev Cubana Enferm.

Mar;27(1):31-41.

Scarlatti KC, Michel JLM, Gambá MA, Gutiérrez MGR. Úlcera por

pressão em pacientes submetidos à cirurgia: incidência e fatores

associados. Rev Esc Enferm USP. 2011;45(6):1372-9.

Lopes CMM, Haas VJ, Dantas RAS, Oliveira CG, Galvão CM. Assessment

scale of risk for surgical positioning injuries. Rev Latino-Am

Enfermagem. 2016;24:e2704.

Association of Perioperative Registered Nurses. Guidelines for Perioperative

Practice. Denver: Association of Perioperative Registered Nurses; 2017.

Vargas MAO. Simulação na formação e na qualificação do profissional

de enfermagem. Enferm Foco. 2014;5(1/2):1-2.

Nilsson UG. Intraoperative Positioning of Patients Under General

Anesthesia and the Risk of Postoperative Pain and Pressure Ulcers.

J Perianesth Nurses. 2013;28(3):137-43.

Sotelo RJ, Haese A, Machuca V, Medina L, Nuñez L, Santinelli F, et al.

Safer Surgery by Learning from Complications: A Focus on Robotic

Prostate Surgery. Eur Urol. 2016 Feb;69(2):334-44.

Gezginci E, Ozkaptan O, Yalcin S, Akin Y, Rassweiler J, Gozen AS.

Postoperative pain and neuromuscular complications associated

with patient positioning after robotic assisted laparoscopic radical

prostatectomy: a retrospective non‑placebo and non‑randomized

study. Int Urol Nephrol. 2015;47:1635-41.

Sutton S, Link T, Makic MBF. A Quality Improvement Project for Safe

and Effective Patient Positioning During Robot-Assisted Surgery.

AORN J. 2013;97(4):448-56.




DOI: https://doi.org/10.5327/Z1414-4425201700030006

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 Cecilia da Silva Angelo, Catharina Ferreira de Meira Pachioni, Eduardo Henrique Giroud Joaquim, Erica Adriana Lima da Silva, Gilmar Gomes dos Santos, Isabel Miranda Bonfim, Gustavo Cardoso Guimarães, Raquel Marcondes Bussolotti

Rev SOBECC, São Paulo, SP, Brasil. e-ISSN: 2358-2871

Licença Creative Commons Revista SOBECC está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional

Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia